Get Adobe Flash player
Análise Técnica na Fruticultura
Apoio

Quem nos Observa

PRODUTOS DA CEIA DE NATAL REGISTRAM ALTA DE 8,1% EM 2013, DIZ FGV

Fonte: agricultura.ruralbr.com.br

Entre os itens que tiveram maior aumento de preços, no último ano, estão farinha de trigo, batata-inglesa, frutas, frango, lombo suíno, entre outros

Leia mais...

 

FRESCOR POR DENTRO E POR FORA: NUNHEMS APRESENTA MELANCIA MAIS DOCE, PRECOCE E DE EXCELENTE PÓS-COLHEITA

Fonte: www.abanorte.com.br

O sol e as altas temperaturas do verão são um convite para se hidratar constantemente e consumir alimentos ricos em água, nutrientes e sais minerais que, além de contribuir para a sensação de bem estar, ajudam a manter a boa saúde. Com todos esses atributos, a melancia é um dos alimentos mais recomendados e procurados nesta época do ano.

Leia mais...

 

Cacau do Espírito Santo conquista o mundo

Fonte: Agrolink

Mais de 130 mil pessoas visitaram a 18ª edição do Salão de Chocolate de Paris, realizado no Parque de Porte de Versailles, na capital francesa, entre os dias 31 de outubro e 04 de novembro. E os apaixonados por chocolate puderam conhecer, entre os cerca de 160 expositores de diversas partes do mundo, o chocolate produzido com as amêndoas de cacau do Espírito Santo.

O Cacau de Linhares foi um dos destaques do estande ‘Cacau do Brasil’ instalado no local do evento. O folder e o vídeo institucional apresentaram o potencial do Estado capixaba na produção da fruta para os turistas e o chocolate encantou os mais diversos paladares. “A recepção foi muito além da esperada. Percebemos que o nosso cacau está entre os melhores do mundo”, afirmou o produtor de Linhares, Emir de Macedo Gomes Filho, que levou suas amêndoas e chocolates fabricados com elas para o evento. Representantes de algumas indústrias europeias mostraram interesse no cacau capixaba e iniciaram alguns diálogos para possíveis parcerias.

Leia mais...

 

Melancia Explorer oferece maior resistência contra viroses

Fonte: RuralBR

A melancia Explorer, nova variedade da fruta, oferece maior proteção contra viroses, além de possuir polpa com coloração vermelho intensa, mais saborosa, crocante e doce. Essas características atraem os consumidores,  afirma o especialista em Cucurbitáceas e Desenvolvimento de Produtos, Eduardo Cleto.

– Hoje temos cerca de seis vírus atacando a melancia e as cucurbitáceas em geral. A Explorer tem maior resistência ao vírus do mosaico da melancia e ao vírus do mosaico amarelo da abobrinha – explica.

Leia mais...

 

Com formato de pimenta, uva "dedo-de-moça" é novidade no mercado

Fonte:  UOL

Uma uva negra, com formato diferente e muito doce está chamando a atenção no mercado das principais capitais brasileiras.

A "sweet sapphire" (safira doce, na tradução do inglês), que está ficando conhecida como uva dedo-de-moça --por ser alongada como a pimenta de mesmo nome--, é uma variedade sem sementes.

Leia mais...

 

Americano desenvolve máquina para fazer vinho caseiro

Fonte: BBC

Greg Snell, 47 anos, é o inventor do WinePod, um cilindro de aço de 1,2 metro que pode fabricar 48 garrafas de vinho tinto ou branco.

Depois de colocar as uvas dentro do cilindro, o dispositivo fornece informações sobre a quantidade de açúcar das uvas e sua temperatura. O cilindro também pode ser ligado a um computador comum e um software guia o usuário durante o processo de fabricação.

Leia mais...

 

Nutrição diferenciada contribui para intensificação e uniformidade da coloração da Uva de mesa

Fonte: Grupo Cultivar

Quando o consumidor vai ao mercado comprar uvas, as características mais observadas são a cor, o aroma, a firmeza e o sabor. Para satisfazer o mercado e aprimorar essas e outras características, técnicas e tecnologias são desenvolvidas constantemente.

O engenheiro agrônomo e consultor de fruticultura temperada da Tradecorp do Brasil, André Guttler, está desenvolvendo um manejo nutricional complementar para melhorar a coloração da uva de mesa, principalmente nas variedades de bagas rosadas e tintas.

Leia mais...

 

China será o maior produtor de vinho do mundo em cinco anos

Fonte: UOL

País asiático atualmente é o quinto em termos de área vitivinícola, mas, segundo instituto de pesquisa, deve dobrar o número de vinhedos em cinco anos

De acordo com o centro de pesquisas The French National Centre for Scientific Research (CNRS), a China vai se tornar o maior produtor de vinhos do mundo dentro de cinco anos. Boris Petric, antropólogo do instituto de pesquisa, estima que a China vai dobrar o número de vinhos nos próximos cinco anos, superando a Espanha, França e Itália para se tornar o maior produtor do mundo.

Leia mais...

 

Voestalpine Meincol lança poste de aço para viticultura

Fonte: Grupo Cultivar

A voestalpine Meincol apresenta exclusiva solução para o segmento de viticultura. Trata-se do valeno, postes de aço com tecnologia inovadora e inédita no Brasil e na América do Sul. Trata-se de um perfil em geometria especial produzido em aço galvanizado elaborado especialmente para aplicação em vinhedos. O valeno substitui a madeira e oferece inúmeras facilidades de instalação e de manejo, além de permitir a automação dos processos desde a poda até a colheita.

Leia mais...

 

Produção integrada de Abacaxi e a agricultura de baixa emissão de carbono

Fonte: Todafruta

Em decorrência da revolução industrial no final do século XVIIl, a agricultura mundial iniciou um processo bastante intensivo de produção que se prolonga até os tempos atuais. O sistema convencional de produção de abacaxi, que segue esse modelo, consiste no uso intensivo de agroquímicos, a exemplo da aplicação de inseticidas e fungicidas para o controle preventivo de pragas e doenças mediante calendário, uso de herbicidas em pré emergência para controle do mato, fertilizações na maioria das vezes não fundamentadas nas análises químicas dos solos, além do uso em escala bastante reduzida de práticas de manejo e conservação do solo.

Leia mais...

 

Estudo com o DNA revela que micro-organismos são essenciais para sabor do vinho

Fonte: Globo Ciência

Os vinhos franceses são mundialmente conhecidos pelas suas características únicas, assim como seu alto valor comercial. A explicação dos produtores franceses para essa qualidade de vinhos estaria no terroir, um conceito subjetivo que combina particularidades de solo, clima, geologia e variedades de uvas. Porem, uma pesquisa americana publicada na revista “Proceedings of the National Academy of Sciences” por David Mills, acabou de acrescentar um novo elemento, diga se de passagem não tão charmoso quanto o terroir, às chances de sucesso de um vinho: a composição de micro-organismos presentes na casca da uva. Segundo o estudo publicado, bactérias e fungos são tão fundamentais quanto o próprio terroir.

Leia mais...