Get Adobe Flash player

Preço do pescado

Previsão de tempo

Tempo e mar

Fonte: EPAGRI


MAR AGITADO E VENTOS FORTES

Chuí a Laguna

Sexta-feira, ventos de S a SW, força 3 a 5 e rajadas de 60 a 80 km/h. Ondas de S a SE de 2.0 a 2.5 m e picos de 3.0 a 4.0 m. Mar muito agitado e totalmente desaconselhável a navegação de pequenas e médias embarcações.. Para saber mais clique aqui.

O descarte de óleo lubrificante das embarcações pesqueiras de Santarém, PA

Corpos hídricos podem ser severamente afetados pelo descarte irregular de óleos lubrificantes utilizados por embarcações de pesca e passeio. A maioria das embarcações pesqueiras da Amazônia utiliza motores de combustão interna, cujas partes móveis requerem substâncias lubrificantes. Nos portos de Santarém, Pará, pesquisadores da UFOPA entrevistaram mestres e proprietários de embarcações de pesca de pequeno e médio porte para compreender como ocorre o descarte desses óleos lubrificantes. Os resultados da pesquisa mostraram que 72% do óleo são reutilizados em serrarias ou reaproveitados no uso de motoserras, 16% são acondicionados em recipientes e posteriormente usados como veneno para matar formigas e cupim e 12 % são descartados em rios, lagos e solos. Apenas 10% dos entrevistados relataram que receberam orientações da Capitania Fluvial de Santarém (Marinha do Brasil) sobre o correto acondicionamento e destinação do resíduo. Todos os entrevistados afirmaram não possuir informações sobre a existência de instituições públicas ou privadas que realizam a coleta, acondicionamento e destinação adequada dos resíduos.

Para minimizar os problemas de contaminação com óleo, os autores sugerem algumas medidas: (i) disponibilidade de instalações para coleta dos resíduos próximo dos portos de desembarque de pescado, (ii) incentivar as colônias/sindicatos de pescadores a realizar parcerias com industrias de refino como forma de agregar valor ao resíduo, (iii) intensificar a fiscalização, por parte da autoridade marítima, como medida preventiva contra o despejo ilegal de resíduos de óleo. Além dessas ações, recomenda-se a adoção de medidas sócio-educativas como forma de orientar os pescadores sobre os efeitos nocivos dos resíduos no ecossistema aquático e meio biótico, bem como sobre as penalidades aplicadas por ocasião do descumprimento das diretrizes estabelecidas em lei.

Baixe o artigo clicando aqui.

Foto: Nadson Silva Oliveira