Get Adobe Flash player

Preço do pescado

Previsão de tempo

Tempo e mar

Fonte: EPAGRI


MAR AGITADO E VENTOS FORTES

Chuí a Laguna

Sexta-feira, ventos de S a SW, força 3 a 5 e rajadas de 60 a 80 km/h. Ondas de S a SE de 2.0 a 2.5 m e picos de 3.0 a 4.0 m. Mar muito agitado e totalmente desaconselhável a navegação de pequenas e médias embarcações.. Para saber mais clique aqui.

O lendário Caminho de Peabiru

O Peabiru é um antigo caminho que ligava o oceano Atlântico ao Pacífico e tinha cerca de 4 mil quilômetros. Em princípio sabia-se que o caminho passava pelos estados de Paraná, Santa Catarina e São Paulo e terminava na costa do Peru e Chile. Recentemente, a pesquisadora Rosana Bond descobriu um ramal litorâneo ininterrupto que começava no litoral rio-grandense, passando por Santa Catarina, Paraná, São Paulo e se estendendo até o Rio de Janeiro. Há relatos que esta ramificação foi usada pelos índios desde pelo menos 1500 anos atrás, antes mesmo da chegada dos espanhóis e portugueses. Alguns dos trechos peabiruanos no Brasil tinham cerca de 1,40 m de largura e 40 centímetros de rebaixamento. Eram forrados com gramíneas cujas sementes se aderiam aos pés e pernas dos índios e assim eram naturalmente carreadas e redistribuídas pelo caminho.

Existem pelo menos quatro hipóteses sobre quem foram os "construtores" do Caminho:1) O povo itararé; 2) O povo guarani; 3) Os incas; 4) Uma figura lendária chamada de Sumé pelos índios, mas tida como São Tomé pelos padres. Diversos trechos da trilha podem ter sido executados por populações milenares e que mais tarde os guaranis, em sua busca religiosa pela Terra Sem Mal, teriam completado a construção. Dentro do entendimento de como se orientou a construção da trilha, descobriu-se um importante papel representado pelo rio Itapocu (SC) no trajeto do Caminho.  Há vários anos alguns estudiosos vêm questionando se o Peabiru iniciava-se neste rio. E após pesquisas foi descoberto que o Caminho era realmente feito pelo Itapocu, como revelaram seu nome original e verdadeiro: Tape Puku, que significa "Caminho Comprido".

Atualmente, no estado do Paraná, existe um projeto que visa a reabertura e reutilização deste caminho centenário. O Peabiru seria então uma opção turística para os meses de inverno, tempo onde a baixa temporada afeta economicamente os municípios litorâneos. A exemplo deste tipo de turismo, tem-se o Caminho de Santiago da Compostela, na Espanha, que atraí todos os anos milhares de aventureiros, vindos das mais diversas partes do mundo parra percorrer o caminho. Uma boa opção também para Santa Catarina.

Fonte: "O fascinante caminho de Peabiru"; Cadernos da Trilha, 2014, Volume 2.

Fonte: www.anovademocracia.com.br